Livro "Quando uma mãe nasce: confissões, dores e amores da maternidade.

 Um livro cheio de relatos reais que vou compartilhar com você mãe que enfrenta os desafios diários da maternidade…

Demorou mais que as minhas 40 semanas de gestação e as 9 horas de trabalho de parto.

O projeto virou sonho e se torna realidade. Começou no final de 2019, quando eu tinha certeza que não gostava e não sabia escrever. Me dava preguiça só de pensar. Não me lembro bem como, comecei a rabiscar umas palavras que expressavam o que eu sentia, pensava e acreditava sobre maternidade, infância, afeto… e teve quem começou a gostar. Comecei a receber muitos feedbacks de mulheres, mães que diziam que se sentiam representadas nos meus textos. Segui, com o intuito de que se ao menos uma pessoa se beneficiasse e sentisse um calorzinho no coração ao ler o que escrevia, eu já tinha alcançado meu objetivo!

Comecei a receber perguntas de quando sairia meu livro… Que livro? Eu não gosto e não sei escrever, imagina escrever um livro. Mas as perguntas não paravam. E eu que não faço cara feia para desafios e já fico com o “pé que é um leque” como dizia minha avó, plantei a sementinha e decidi: vou desconstruir essa crença que não sei escrever!

Passei a me experimentar, me permiti errar e me conectei com a minha alma. Foi um processo intenso de autoconhecimento, clareza e abertura de consciência. Enfrentei medos e crenças de uma vida inteira. Não foi linear. Desisti várias vezes ao longo do caminho, parei, engavetei. Mas se tem coisa que me dá um nervoso é deixar coisa por fazer pelo caminho. Depois de ter escrito a primeira letra, só tinha um ponto a chegar: terminar o livro.

Desengavetei, reli, reescrevi, tive apoios fundamentais, escrevi na madrugada, pari textos no ponto máximo de produção para cumprir o prazo de entrega. Em cada frase escrita, renasci das crenças carregadas por uma vida inteira.

“Quando uma mãe nasce: confissões, dores e amores da maternidade.”

Durante muitas semanas, talvez meses, após o nascimento da minha filha, no auge do puerpério, me senti inadequada, culpada, afinal várias das coisas que estava sentindo nunca havia ouvido falar. Minha rápida conclusão: o problema só poderia ser eu. Eu, naquele momento, me vendo como a única mãe no mundo a ter vontade de chorar sem motivo aparente, a me sentir cansada mesmo estando em casa, a não sentir um amor incondicional vinte e quatro horas por dia, a ter medos tolos e outros gigantescos e com vergonha de expressar isso até a mim mesma, já que nunca ninguém me falou sobre nada disso.

O que me disseram antes? Que meu mundo ficaria cor de rosa, que seriam os dias mais lindos da minha vida e que a maternidade seria mágica. A questão é que tudo isso é verdade, mas não é só isso. Junto com a inundação de emoções nunca vividas chegam também sentimentos desconhecidos e não validados socialmente.

A maternidade é construção. É uma dança de vários ritmos na qual dores e amores passam a coabitar dentro um mesmo ser e fazer o coração bater de um jeito único!

Por isto este livro existe: para mostrar uma maternidade consciente, leve e a melhor que lhe for possível a cada momento.

Captura de Tela 2021-08-04 às 22.30.08
Design sem nome (11)

“Que medo é esse?”

Esse livro aborda os medos infantis, como é manifestado na criança, o que representa para ela e como pode ser conduzido pelo adulto. Possui uma visão afetiva e respeitosa da infância, entendendo o quanto é necessário para a criança perceber que o que importa para ela também é importante para o adulto que a cuida. 

A forma como as crianças têm seus medos, emoções e sentimentos acolhidos, refletirá na segurança que irá desenvolver ao longo da sua vida, influenciando diretamente em como avançará em suas fases de desenvolvimento típico e nas relações que irá estabelecer na vida adulta. 

De forma lúdica e simbólica, o livro “Que medo é esse?” possui uma linguagem de fácil entendimento pela criança, com frases curtas e rimadas, expressando a forma como o medo é vivido e sentido pelas crianças, oferecendo aos seus cuidadores uma ferramenta para entendimento e abordagem dessas situações tão comuns na infância mas por vezes ainda, tão cheia de dificuldades de manejo por parte dos adultos. 

“Que medo é esse” é um livro para crianças de todas as idades!

WhatsApp Image 2021-11-23 at 11.04.06 (1)

Arieli Groff,

mãe da Maitê, Psicóloga, Especialista em Processos de Luto Adulto e Infantil, Teoria do Apego, Palestrante, Escritora, Colunista no site BellaMais do Jornal Correio de Povo de Porto Alegre,  com atuação em UTI Neo Natal, Ativista da Maternidade Consciente e fundadora do Instituto Pirilampos, que oferece serviços e cursos sobre maternidade e infância.

Há mais de 15 anos atua com desenvolvimento humano, com foco em crianças e mulheres, através de atendimento individual, grupos, palestras e consultorias.

É destaque na Amazon, entre os mais vendidos na categoria Maternidade:

Entre os 100 no Kindle

Entre os 100 na modalidade de livro físico.

Mais de 400 livros vendidos na plataforma Eduzz

O livro foi destaque na Folha de São Paulo

ESTÁ ESPERANDO O QUE PARA ADQUIR O SEU LIVRO?

R$83,00

Frete Incluso

– Marcador de página exclusivo

R$57,00

Frete Incluso

– Marcador de página exclusivo

PRAZO DE ENVIO é de 10 a 15 DIAS, podendo chegar antes. (Tipo de envio cobrado é o módico COM REGISTRO.

Após envio do código de rastreio, informações sobre o livro devem ser requeridas diretamente com os correios, pois não temos acesso ao sistema interno deles.

Em caso de não conseguirem resolver com os correios pelo código de rastreamento que vai ser enviado após a compra, o e-mail do suporte: 

contato@libertandopirilampos.com.br